DÁ INSTRUÇÃO AO SÁBIO, E ELE SE FARÁ MAIS SÁBIO AINDA; ENSINA AO JUSTO, E ELE CRESCERÁ EM PRUDÊNCIA. NÃO REPREENDAS O ESCARNECEDOR, PARA QUE TE NÃO ABORREÇA; REPREENDE O SÁBIO, E ELE TE AMARÁ. (Pv 9.8,9)

domingo, 4 de setembro de 2011

Crítica Textual em Perícopes Mateanas


Tenho feito alguns exercícios exegéticos no Evangelho de Mateus. Segue abaixo algumas explicações textuais. Simples detalhes, mas que fazem grande diferença. Caso alguns de vocês tenham dificuldade com as siglas, basta apenas perguntar.

Mt 10.10

nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem sandálias, nem bordão, porque digno é o operário do seu alimento.

Bordão (r`a,bdouj). Uma interpretação correta seria vara, (r`a,bdon). A ecp traduz, bastão; bj verte, cajado.

na27 e gnt4, seguindo os códices Sinaítico e Vaticano (b) grafam r`a,bdon, vara, bordão. Contudo, a leitura do tr e tm segue o códice Efraimita Reescrito (c), r`a,bdouj, bordão, bastão.

10.16a.

Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos;

Vos envio (evgw. avposte,llw). Cognata da palavra avpo,stoloj (apóstolo). O eu é enfático: “Sou eu quem vos envia”.

No texto original, tr, tm, na27 e gnt4 lê-se corretamente VIdou, evgw. avposte,llw, Eis que eu vos envio. Todavia, arc e bj omitem o pronome, retirando a ênfase da primeira pessoa. Já a tb, ecp, bp, teb e ntlh traduzem corretamente, Eis que eu vos envio, sem omitirem o pronome (evgw.).

11. 2.

E João, ouvindo no cárcere falar dos feitos de Cristo, enviou dois dos seus discípulos

Dois dos seus discípulos (du,o). A leitura correta, porém, é dia., por. João perguntou por seus discípulos, como afirma a teb; ou ainda, pelos seus (tb, ecp), significando por meio de (bp). A nvi traduz mais claramente: enviou seus discípulos para lhe perguntarem.

A leitura du,o presente no tr e tm, encontra-se em diversos mss. unciais recentes, entre eles, o texto alexandrino Régio (l), oitavo século, e o bizantino, Basiliense (e), também do oitavo século. A leitura dia., presente em na27 e gnt4, no entanto, é atestada pelo texto alexandrino do códice Vaticano (b), quarto século, e do texto Ocidental do códice de Beza (d), quinto século. Considerando a posição dos críticos a favor da preposição dia,, como leitura original, provavelmente o escriba leu ou copiou dia, como se tratasse do numeral du,o. Supõe-se que o fato de os discípulos serem enviados preferencialmente em pares, tenha motivado a substituição da preposição pelo numeral.

11. 25.

Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos.

Respondendo (avpokriqei.j). Em resposta a algo que não foi relatado.

Os textos do Novo Testamento grego (tr, tm, na27, gnt4, por exemplo), todos, trazem o verbo, mas algumas versões não o traduzem (bj, ep, ntlh, nvi). A arc e acf vertem literalmente, enquanto outras leem: exclamou (tb, ara); tomou a palavra (teb, bp); pronunciou (ecp). Possivelmente, o termo deriva-se de avpokri,nomai (de avpo, + kri,nw) e corresponda ao hebraico ‘ānāh, que pode significar responder, atentar, ou começar a falar. Assim, o vocábulo é expletivo, de caráter retórico ou estilístico, que não é usado para responder perguntas, mas dirigir a atenção do leitor para o modo como a pessoa que fala reagirá numa situação específica.

12. 40.

pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do Homem três dias e três noites no seio da terra.

A baleia (tou/ kh,touj). Um termo geral para designar os monstros marinhos.

Infelizmente, a 4.a edição (2009) da arc manteve a tradução a baleia como a melhor opção da frase tou/ kh,touj, prescindindo de equivalentes semânticos melhores como, por exemplo, peixe, um grande peixe ou monstro marinho. A tb, nvi, ara e ntlh preferiram, acertadamente, a tradução grande peixe. A bj, bp e teb traduzem por monstro marinho, enquanto ecp por peixe. A lxx traduz o hebraico por kh,tei mega,lw|, isto é, grande peixe (Jn 2.1).

17. 20.

E Jesus lhes disse: Por causa da vossa pequena fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá — e há de passar; e nada vos será impossível.

Pequena fé (avpisti,an). Os melhores textos apresentam ovligopisti,an, ou pequenez de fé. Melhor do que a leitura avpisti,an, que a ecp traduz por falta de fé. Por isso, a kjnta traduz: pequenez da vossa fé.

VApisti,an, literalmente, incredulidade, sem fé; conforme o av privativo. Essa leitura está presente nos mss. c d l w, por exemplo, e é seguida pelo tr e tm. Já ovligopisti,an, de ovli,goj, pequeno, pouco, exíguo, acha-se nos códices Sinaítico e Vaticano (b), conforme a leitura em na27 e gnt4.

18.28

Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem dinheiros e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves.

O que me deves (ei; ti ovfei,leij). Literalmente, se tu me deves alguma coisa.

arc, assim como a maioria das versões brasileiras, não traduz a condicional ei;, se. O texto grego citado encontra-se no tm, na27 e gnt4, entretanto, o tr lê: o[ ti ovfei,leij, o que me deves, como traduzido pela maioria de nossas versões. A condicional ei;, nesse caso, não indica a dúvida do credor quanto à dívida, mas ao seu valor.

TEOLOGIA & GRAÇA: TEOLOGANDO COM VOCÊ!



Related Posts with Thumbnails