DÁ INSTRUÇÃO AO SÁBIO, E ELE SE FARÁ MAIS SÁBIO AINDA; ENSINA AO JUSTO, E ELE CRESCERÁ EM PRUDÊNCIA. NÃO REPREENDAS O ESCARNECEDOR, PARA QUE TE NÃO ABORREÇA; REPREENDE O SÁBIO, E ELE TE AMARÁ. (Pv 9.8,9)

segunda-feira, 17 de março de 2008

Exercício Exegético em Hebreus 1.1-4.


[1] Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas,

Polymerōs kaì polytrópōs pálai ho Theòs lalēsas toîs patrásin n toîs prophētais,

nestes últimos dias, nos falou pelo Filho [1],

p’ skhátou tōn hēmerōn toútōn lálēsen hēmîn n huiō(i),

[2] a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.

hon thēken klēronómon pántōn, di’ hou kaì poíēsen toùs aōnas.

[3] Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser

Hos ōn paúgasma tēs dóksēs kaì kharaktēr tēs hypóstaseōs atou,

sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder,

phérōn te ta pánta tō(i) rhēmati tēs dynámeōs atou,

depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas,

katharismòn tōn hamartiōn poiēsámenos, káthisen n deksia(i) tēs megalōsýnēs em hypsēlois,

[4] tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles.

Tosoútō(i) kreíttōn gegómenos tōn ggélōn hosō(i) diaphorōteron par’ atoùs keklēronómēken noma.

Notas Exegéticas

(v.1): Polymerōs: advérbio “muitas vezes; muitas maneiras” é formado por polý (povo) e merós (parte; pedaço). Literalmente,“muitas partes”; “muitos pedaços”; a ênfase está no caráter fragmentário das revelações da Antiga Aliança, isto é, “em muitos e diferentes tempos”.

polytrópōs: advérbio “de várias maneiras; vários modos” é formado também por polý mais tropos (maneira; modo; espécie – em Hb 13.5 “modo de vida”; “conduta”; “caráter”). Literalmente de “diversos métodos ou maneiras”. As duas expressões além de serem sinônimas são um hapax legoumenon, usadas de modo retórico (traductio) a fim de enfatizar o mesmo sentido. As revelações não foram apenas muitas como também variadas em sua manifestação. Os conteúdos foram variados e os meios multifacetados (polypoikílos cf. Ef 3.10).

(v.2): p’ skhátou tōn hēmerōn: “nestes últimos dias”. Lit. “no fim destes dias”. p’ (prep. com genitivo). skhátou (adj. pronominal gen. nom.,sing.). tōn (art. definido gen. nom. sing.). hēmerōn (sub. gen. Fem. Pl.ural). Literalmente, “ no fim dos dias estes”. Há uma variante textual dessa expressão nos MSS P(46), Aleph, ABDKLM, que apresentam “nos fins destes últimos dias”, indicando os dias anteriores em que variadas formas de revelação foram dadas. A TEB traduz por “no período final em que estamos”.

lálēsen: “falou”; “falou-nos”. lálēsen, + laléō + terminação (verbo indicativo aoristo ativo da terceira pessoa do plural). O uso do aoristo no grego indica finalidade.

n huiō(i): “pelo Filho”. n (preposição com dativo – usada com grande variedade de sentidos). Preferimos “em” no sentido de inter-relacionamento, principalmente a que envolve o Filho e o Pai (cf. Jo 10.30; 14.20; Rm 6.11, 23; 16.11; 1 Co 1.30; 3.1; 4.15). huiō(i) (sub.dat. masc. sing.). A falta de artigo definido indica “uma relação filial” e insiste na qualidade do agente pelo qual a mensagem é entregue.

toùs aōnas: acusativo plural “as eras”, “as épocas”.

v.3): Hos [Pronominal relativo nominativo]: “que”, “quem”, “o qual”, geralmente concorda com o seu antecedente em gênero e número . O emprego de hos, nas epístolas, costuma introduzir perícopes hínicas que expressavam a fé apostólica da igreja primitiva (ver Rm 4.25; 2 Co 4.4; Fp 2.6; Cl 1.15; 1 Pe 2.22).

paúgasma: “radiância, explendor” - o sentido ativo tem a idéia de emitir brilho - a shekiná de Deus radiava dEle. kharaktēr: “impressão, estampa, gravação” - reprodução exata - hypóstaseōs: “essência, substância, natureza”. phérōn: (part.pres. de phérō “levar, carregar”). Sentido dinâmico envolve sustentação e movimento, preservação e governo.

v.4) Tosoútō(i)... hosō(i): “tanto mais...do que” [Adj.Pronominal Demonstrativo Dativo...Adj.Pron.Relativo Dat.], “tão superior...quanto”.

kreíttōn: “melhor em posição”, “preferível”, “mais proeminente” [Adj.Comparativo Nominativo]. Cf. 6.9;7.7,19,22; 8.6;9.23;10.34;11.16,35,40; 12.24

gegómenos: “tendo-se tornado”; “tornando-se” (TEB/NVI). (Verbo particípio Ativo dativo de ginomai), aponta para um certo ponto no passado.

Análise Estilística

a) O texto se distingue da forma peculiar das epístolas.

b) É notável o cuidado formal e estilístico nos quatro versículos.

c) No texto grego a perícope forma um único período, com uma evidente busca de efeitos estilísticos, assonâncias e trocadilhos.

d) O estilo se aproxima do estilo clássico da literatura grega. Percebe-se o uso da aliteração ou hendiadis: (Polymerōs kaì polytrópōs pálai ho Theòs lalēsas toîs patrásin n toîs prophētais)

e) Deus e o Filho são os protagonistas da ação ideal que é celebrada em tom litúrgico (hos).

f) Dois dísticos em que o segundo encaixa-se no primeiro mediante uma proposição subordinada relativa, numa progressão espontânea.

g) O proêmio é construído com ênfase teológica e litúrgica, e não apenas cronológica (skhátou tōn hēmerōn).

Esta expressão no texto ARC (1995) corresponde ao versículo 1, enquanto nas edições do N.T. que usam o Texto Crítico (TC – NVI, TEB, ARA) ao versículo 2.

6 comentários:

Lucas Castro & Isabella Passos disse...

faz um curso de apologetica...
ae vou! ou me indica um, ortodoxo, nada liberal!!!

aguardo...

paz e esse blog é sempre bom.

Graça Souza disse...

Paz do Senhor,
Pr Esdras, parabéns pela iniciativa, tem sido de grande valia pra mim. Estou amando de paixão os artigos (Estudos).
Mas quero perguntar sobre a questão da ressureição. Tenho tido dificuldade pra explicar de uma forma convincente sobre a passagem em que Jesus diz: espirito não come. E ele comeu.Que ele tinha carne e osso (vísceras também?) E então a pergunta é: pq poderemos comer ou não quando estivermos glorificados? que tipo de comida será essa? e quanto 'as consequencias ( degetos humanos) existirão ou tudo não passa de conjecturas, ou nada disso é revelado ao homem tendo como surpresa a vida celestial?
Agradeço pela ajuda. Aguardarei com ansiedade. Graça e Paz.
Irmã Graça- Santo Antonio de Jesus - Ba gal.ebd@hotmail.com

Anônimo disse...

Ficou excelente a música que toca no blog, parabéns pelo bom gosto Pr.

Madson. Rio de Janeiro - FATEP

Faculdade Teológica disse...

Parabens muito bom seu Post!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

Faculdade Teológica disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

Faculdade de Teologia disse...

Parabens muito bom seu Post!!!!Fik c paz d cristo!!!
Abs!
Faculdade Teológica

TEOLOGIA & GRAÇA: TEOLOGANDO COM VOCÊ!



Related Posts with Thumbnails