DÁ INSTRUÇÃO AO SÁBIO, E ELE SE FARÁ MAIS SÁBIO AINDA; ENSINA AO JUSTO, E ELE CRESCERÁ EM PRUDÊNCIA. NÃO REPREENDAS O ESCARNECEDOR, PARA QUE TE NÃO ABORREÇA; REPREENDE O SÁBIO, E ELE TE AMARÁ. (Pv 9.8,9)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Bolsonaro e Marco Feliciano: Racismo e Homofobia com base em Gênesis 9.20-29?


Ouvi alguns debates em torno das afirmações de Bolsonaro e a justificativa bíblica que o deputado federal Marco Feliciano apresentou com base na maldição de Noé sobre Canaã. Por esta razão, procurei rápida e urgentemente fazer a presente exegese para esclarecer o sentido real da maldição sobre Canaã. Devido ao cansaço, solicito a compreensão dos leitores do Teologia & Graça para possíveis erros ortográficos.

Após as narrativas que estabelecem a aliança de Deus com Noé e seus filhos, segue-se uma tragédia na família de Noé (9.20-29). Um resumo dos fatos sucedidos facilitará a compreensão da narrativa:

a) Noé se embriagou com o vinho da própria vinha (vs.20,21);

b) Embriagado, apareceu nu dentro de sua própria tenda (v.21);

c) Seu filho Cam e seu neto Canaã viram a nudez de seu pai e dele zombaram (v.22);

d) Sem e Jafé ao tomarem conhecimento do fato, cobrem seu pai Noé, sem contemplar-lhe a nudez (v.23);

e) Noé ao acordar profetiza bênçãos e maldições sobre os seus três filhos baseado nos atos anteriores (vs.24-27).

Tem-se discutido muito acerca do ato de Cam e de seu filho Canaã, algumas das propostas de certos intérpretes vão desde o homossexualismo até a castração.

HICKEY[1], afirma sem apresentar qualquer base exegética que sustente sua afirmação, que o pecado pelo qual Canaã foi amaldiçoado foi o homossexualismo.

Outros intérpretes mencionam Levítico 18 acerca dos atos sexuais praticados na terra de Canaã como uma referência de que os descendentes de Canaã continuaram a prática iniciada por seu pai. Pura fantasia! Relações das quais são narradas em Levítico 18.6-18, não era ato apenas dos cananitas e dos egípcios (descendentes de Cam – o Egito era descendente de Mizraim e não de Canaã) quase todas as civilizações do Oriente Próximo praticavam essas aberrações. A expressão “descobrir a nudez” (eufemismo para relações sexuais incestuosas -Lv 18), não deve ser confundida com “ver a nudez” (Gn 9.22), mesmo que, o texto de Gn 9.21, segundo Ellicott, traduz-se por (Noé) “despiu-se a si mesmo”. KEVAN, E.F., Op. cit., p.93, traduz o texto em sentido passivo por “descobriu-se” (a ação é praticada por Noé). A referência remota está no contexto de Deuteronômio 27.16 e não Levítico 18.6-18.

O termo nudez é usado nesse texto basicamente com o sentido de “estar exposto” e o verbo “ver” deve ser tomado em seu sentido próprio. Assim, a expressão “vendo a nudez do pai”, deve ser entendida em seu sentido óbvio e original, sem qualquer indicação de que existe uma mensagem oculta nas entrelinhas do texto. Cam encontrou seu pai desnudo na tenda, achou graça do episódio, e ridicularizou o pai na presença de seus irmãos.

O hebraico possui pelo menos três termos para nudez, procedente do verbo ‘ûr (estar exposta à vista das pessoas; ser desnudado): ‘erôm (adjetivo, nu; substantivo, nudez); ‘ârôm (nu) e ma‘adrom (nu), qualquer um desses termos significam a mesma coisa, exceto quando o uso é figurado para descrever a opressão (Jó 24.7, 10; Is 58.7), ou mesmo a pobreza ou falta de recursos como em Jó 1.21. Um outro sentido é descrever a nudez tanto espiritual quanto física (Gn 3.7, 10,11), e até mesmo de que o sheol está desnudo diante de Deus (Jó 26.6; Sl 139.7), mas jamais o vocábulo é usado como eufemismo para o ato homossexual. [2] O sentido primário é a condição de estar exposto, estar desnudo à vista das pessoas. Uma questão especial é o caso primevo de que Adão e sua esposa estavam nus diante de Deus na condição tanto física quanto espiritual. No sentido espiritual estavam conscientes de sua culpa e incapaz de escondê-la do Criador.

A posição exegética de que o pecado de Cam e Canaã tenha sido contemplar de modo desrespeitoso[3] a nudez do pai, encontra sua confirmação no versículo 25 que atesta que Sem e Jafé, para não recair no mesmo erro: “tomaram uma capa, puseram-na sobre os próprios ombros de ambos e, andando de costas, rostos desviados, cobriram a nudez do pai, sem que a vissem”. O contexto de Deuteronômio 27.16 reforça simetricamente o conceito expendido: “ Maldito quem desonrar o seu pai ou a sua mãe”. Segundo Champlin:

Na antiga sociedade hebraica, ver a nudez de pai ou mãe era considerado uma calamidade social muito séria, e um filho ou filha ver tal nudez propositadamente era um lapso sério da moralidade filial. Portanto, Cão errou gravemente, de acordo com os padrões de sua época. E não somente errou pessoalmente, mas também correu até seus irmãos, fazendo do incidente um motivo de riso.[4]

Ao contrário de Cam e Canaã, Sem e Jafé evitaram cuidadosamente de incidir no mesmo equívoco de seu irmão e sobrinho (v.23). Ao despertar do sono e recuperar-se da embriaguez, Noé toma conhecimento dos atos de seus filhos, e seguindo a tradição do seu tempo pronuncia maldições e bênçãos segundo o agir de cada um deles.

a) A maldição sobre Canaã

Acredita-se que para que a maldição recaísse sobre Canaã, ele tenha participado de alguma forma do desrespeitoso ato de seu pai Cam. Das 63 ocorrências do termo ārar (maldição)[5] no Antigo Testamento, o verbo ocorre por 12 vezes como antônimo do verbo abençoar (bārak), e um desses casos é o versículo 25 do texto em apreço 12.[6] Seguindo os conceitos anteriores (Gn 3.14, 17; 4.11), o sentido primário é de que Canaã e sua descendência estariam banidos, cercados de obstáculos e sem forças para resistirem seus inimigos tornando-se escravos dos escravos (ebed ‘abādîm). Devemos notar, contudo, que embora Cam tivesse outros filhos além de Canaã (Cuxe, Mizraim e Pute – Gn 10.6), a maldição foi especificamente para Canaã e seus descendentes, isto é, os cananeus da Palestina, e não Cuxe e Pute, que provavelmente se tornaram os ancestrais dos etíopes e dos povos negros da África.[7] O cumprimento dessa maldição fez-se à época da vitória de Josué (1400 a.C.) e também na conquista da Fenícia e dos demais povos cananeus pelos persas.[8] Por fim, não se trata de uma maldição dirigida aos negros africanos como costuma dizer certos intérpretes. Os cananitas foram totalmente extintos segundo a posição de vários biblistas e historiadores.

b) A bênção sobre Sem

Particular atenção deve ser considerada aos textos que tratam da bênção sobre Sem e seu irmão Jafé. O primeiro deles é que para Sem o nome divino usado é YaHWeH El[9] enquanto para Jafé é Elohîm [10]. Os dois nomes são significativos dentro do contexto da promessa messiânica a Sem. O texto não diz “Bendito seja Sem”, mas “Bendito seja YaHWeH El de Sem”, isto é, “YaHWeH será tanto o Deus quanto a bênção de Sem”. Canaã por sua vez não seria submisso apenas ao Deus de Sem, mas ao próprio irmão. Aos descendentes de Sem seriam confiados a Aliança e o conhecimento do Senhor e através dela sairia o Messias.

c) A bênção sobre Jafé

A bênção do Senhor sobre Jafé está subordinada a de Sem: “habite ele nas tendas de Sem”, o que equivale a dizer que Jafé e Sem teriam relações diplomáticas amigáveis.[11] Entretanto, ’Elohîm engrandeceria a Jafé de tal forma que Canaã lhe seria servo (v.27). Além de Canaã receber a sua sentença imprecatória, esta foi reforçada em cada bênção pronunciada a seus irmãos. Os cananitas seriam escravos tanto dos semitas (linhagem judaica) quanto dos jafetitas (povos indo-europeus).

Notas

[1] HICKEY, Marilyn. Quebre a Cadeia da Maldição Hereditária, Rio de Janeiro: ADHONEP, 1988, p. 31,32.

[2] Ver HARRIS, R. L. (et al.) Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1998, p. 1096-7.

[3] RYRIE, op.cit., 1991, p. 18 traduz o texto “Cam…vendo a nudez”, literalmente por “contemplou com satisfação”.

[4] Cf. CHAMPLIN, R.N. O Antigo Testamento Interpretado Versículo por Versículo. Vl.1. São Paulo: Candeia, 2000, p.82.

[5] O hebraico possui vários termos equivalentes ao termo “maldição” na língua portuguesa: ārar (amaldiçoar); me ārâ (maldição); qelālâ (maldição); qālal (amaldiçoados); nāqab (maldição).

[6] Ver, HARRIS, R. L. (et al.), op.cit., p. 126.

[7] Cf. ARCHER, Gleason, 1997, op.cit., p.93.

[8] É provável que os Persas fossem descendentes de Jafé, mediante Madai. Veja ARCHER, Gleason, 1997, op.cit., p.93.

[9] Senhor que é Deus ou o Senhor Deus Forte.

[10] Deus ou deuses.

[11] Veja ARCHER, Gleason, 1997, op.cit., p.93, onde o autor trata de minúcias históricas relativas ao cumprimento dessa promessa. Ver também CHAMPLIN, R.N., op.cit., 2000, p.83.

17 comentários:

Francikley Vito disse...

Pr. Bentho, a Paz de Crsito.
Parabéns pelo esforço em mostrar as coisas não sobre a ótica humana - notadamente preconceituosa - , mas sobre a ótica bíblica. Voltar às Escrituras é o cominho que deveríamos fazer sempre e em todos os assuntos; e esse é uma meta que ainda precisa ser alcançada pela maioria de nós. Um abraço.
www.vosbi.blogspot.com

Nilton Silva disse...

Bizarra , nojenta a visão turva do MF. Mais uma vez se prova que política, púlpito e falta de conhecimento são elementos que reagem pior do que tnt. Se ao menos entendesse abíblia nao falaria tanta asneira

Nilton Silva disse...

Nojenta e bizarra a turva visão do MF. Mais uma vez se prova que falta de conhecimento (inclusive humanístico... que falta faz um segundo grau na vida do cidadão né...), púlpito e voto de cabresto reagem pior que TNT...

Magda disse...

Pastor Esdras,

Além de esclarecedora, a postagem prima pelo seu excelente conteúdo teológico. Agradecemos a Deus por sua vida e por este blog continuar ativo.

Paz seja contigo.

Magda.

Irmão Franklin disse...

Saudações cordiais na Paz do Senhor Jesus!

Irmão Esdras, o senhor como um ser simplório, sem nenhum doutorado em Divindade, não tem reconhecimento internacional, nenhuma alma se converteu com seus ministrações, o senhor que fica lendo muito a bíblia acaba ficando louco em uas tolices, só por que o senhor faz miseras ánalises exegéticas de textos que, não falam com o homem, não demonstram o poder de Deus, o poder "pentecostal", em outras coisas, não pode falar deste homem de Deus, "ungido" por mais alto "arauto" de Deus, Oriel, que abriu igrejs que, com três mêses de existência já tinha mais de 300 membros, entre outros fatos.

Por isso e mais um pouco o senhor não deve examinar o que ele disse (1ª Ts 5.21), pois o que ele tem feito pelo povo de Deus é coisa maravilhosa. Não é igual ao senhor que fica enganando as pessoas, levando elas a fazer reflexões exegéticas e hermenêuticas de textos que, nada, nada mesmo, tem aproveito para o crescimento tanto do conhecimento quanto espiritual.

Aceite a Jesus enquanto é tempo Esdras, pois, o irmão citado no texto é a menina do zóio de "deus".

Grato Franklin.

PS: Claro que este pequeno texto é pura e simples irônia! Me perdoe irmão Esdras se passei a impressão errada.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Pr. Esdras.

Parabéns por esta postagem.

Ao me converter, lembro-me bem do meu primeiro professor da Escola Dominical, ele tinha um interesse muito grande sobre a origem do povo africano, pesquisava tudo que se referisse aos cuxitas.

Reproduzi seu texto no UBE Blogs, contando com a sua intenção de fazer mais intenso e pleno o conhecimento das Escrituras Sagradas.

Abraço.

a verdade do evangelho disse...

Irmão Franklin,

Ainda bem que o seu "pequeno texto é pura e simples irônia", pois se não fosse eu já iria desferir duros golpes (argumentos) contra seu raciocínio em falar desta maneira contra o ilustre exegéta Esdras Bentho.
Os defensores do MF ( a turma do reteté)já estavam de pé para lhe aplaudir, mas quando viram que o seu "pequeno texto" tratava-se de uma irônia logo se sentaram.

Esse tal de MF com suas heresias nunca me convenceu, só convence mesmo a turma do Camburiú que gosta de meninice.

Pb. Edinei, Th.B

Anônimo disse...

O pior de tudo é que a guerra santa entre os crentes sendo culta ou não culta esta rachando a igreja na terra, colocando de lado os de Paulo e os de Apolo, parabéns Teólogos de Plantão, continuem assim e veremos o rejuvenescimento da era papal nas igrejas evangélicas. O bom de tudo é que com essa guerra os do outro lado estão ganhado território. Deus em Cristo Jesus abençoe os menos sábios.

Matias Borba disse...

Pastor Esdras,

Deus abençoe por nos ajudar a entender melhor o assunto com profundidade nos termos originais. Creio que até uma auto-didata que estude um pouco os termos entenderia e se expressaria melhor que o Marco Feliciano, o que ele diz não passa de asneira.

Parece que retrocedemos a 80 ou 100 anos atrás nas igrejas sulistas norte americanas.

Deus abençoe e abraço!

MINISTÉRIO RELIGARE disse...

Caro Pastor Esdras
Desde a divulgação do assunto "Marco Feliciano", aguardava com ansiedade que alguém mais preparado de nossa blogosfera, como o irmão, pudesse trazer luz ao assunto com uma exegese confiável. Registro que seu texto é bastante esclarecedor e com seu consentimento estarei reproduzindo ele em nosso blog com o objetivo de atingir um público maior, apesar da grande visibilidade do seu na blogosfera.
Pr.Paulo Cesar
minreligare.blogspot.com

Rodrigo Rocha disse...

Esdras passei para conhecer seu blog ele é not°10, show, espetacular, muito maneiro com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilimine seus caminhos e da sua família
Um grande abraço e tudo de bom

Cesar M. R. disse...

Que bom que no meio pentecostal ainda tem gente que pensa. Um anônimo acusou os "Teólogos de Plantão" de dividirem a Igreja... bem, acho que quem a divide são os que nada de teologia entendem, mas que querem ter o direito de falar qualquer besteira e serem ouvidos. Por favor, se alguém quer ser pastor, estude, estude e, depois, estude mais... Pois de MF, RS, EM ETC o mundo já está cheio.
Parabéns!

Cesar / Saboroso Saber
www.abuscadosaborososaber.blogspot.com (um espaço não para discutir, mas sim degustar a Palavra)

Prof. Sandro disse...

SHALOM ROE (PAZ PASTOR)
POR UM ACASO CHEGUEI EM SEU BLOG,E LI O COMENTÁRIO COM RESPEITO A KENAAN E TALVEZ TENHA FALTADO UMA PESQUISA MAIS APROFUNDADA COM RELAÇÃO AO ASSUNTO,SOU DIRETOR DO ULPAN ESTUDOS HEBRAICOS E DENTRO DA TRADIÇÃO JUDAICA, NA TORÁH, E NO TALMUDE, QUEM COMETEU O PECADO FOI KENÁAN(CANAÃ) FILHO DE HAM (CAM) ,POIS NESTE EPISÓDIO ESTÁ IMPLÍCITO A TENTATIVA DE ABUSO SEXUAL CONTRA SEU AVÔ NOACH (NOÉ).

NA TRADIÇÃO JUDAICA ESTE FATO VERÍDICO É O EMBRIÃO DO HOSSEXUALISMO,CANÃA TENTOU TER RELAÇÕES HOMOSSEXUAIS COM SEU AVÔ NOÉ.

1- O TEXTO FAZ QUESTÃO DE ENFATIZAR QUE HAM (CAM) É PAI DE CANAÃ - 9:18.

2 - HAM (CAM) VIU O PAI NU (9: 22 ) DEPOIS QUE A TENTATIVA DE PERVERSÃO SEXUAL DO NETO CANAÃ CONTRA O AVÔ HAVIA ACONTECIDO, DE ACORDO COM O TALMUDE.

3 - ESSA NUDEZ NÃO FALA SIMPLISMENTE DE UMA PESSOA SEM ROUPA,INDICA PERVESÃO SEXUAL OU O PRÓPRIO COITO VEJA LEVÍTICOS 18: 3,6 À 30. NO ORIGINAL É A MESMA PALAVRA (ERVAT)E NÃO AS DEMAIS QUE APARECEM EM OUTRAS REFERÊNCIAS COMO JÁ É DO SEU CONHECIMENTO,GN 9:22.

3- EM GN 9:24 DIZ ''DESPERTANDO NOÉ DA EMBRIAGUEZ SOUBE O QUE LHE FIZERA O FILHO MAIS MOÇO'' ESSA REFERÊNCIA AO VERBO FAZER E FILHO MAIS MOÇO,NÃO ESTÁ SE REFERINDO A HAM OU O FILHO MAIS MOÇO DELE NOÉ,POIS O FILHO MAIS NOVO(MOÇO) DE NOÉ É YAFET(JAFÉ) GN 9:18 ELE ESTAVA SE REFERINDO AO FILHO MAIS MOÇO DE HAM (CAM) QUE É CANAÃ GN10:6 POR ISSO A MALDIÇÃO FOI LANÇADA EM CANAÃ E NÃO EM HAM (CAM) POIS OS DESCENDENTES DE CANAÃ HABITARAM A TERRA DE SODOMA E GOMORRA GN 10:19, E FOI POR ESTE PECADO QUE SODOMA E GOMORRA FORAM DESTRUIDAS E TAMBÉM TODOS OS CANANEUS. POR ISSO QUE ISRAEL TERIA QUE POSSUIR A TERRA DE CANAÃ E NÃO PRATICAR OS COSTUMES DOS CANANEUS,E OUTRAS CULTURAS VIZINHAS,POIS ERA UMA ABOMINAÇÃO AO DEUS ETERNO.

UM ABRAÇO E FICA NA PAZ.

HUMILDEMENTE!!


WWW.ULPAN.COM.BR
CNPJ: 12.231.813/0001-62
Prof. Sandro Nogueira
Diretor Geral

Anderson Cambises disse...

Prof. Sandro desculpe discordar de você mas isso que disse não é veridico.
Paz! :)
Parabens pelo texto! Esse Marco Feliciano é burro pra caramba e racista!

juliete gawain disse...

Com relação aos homosexuais, de acordo! Contudo , porém com relaçao a raça, cor de pele negra,não podemos verificar que o são?
Então não há um equívoco no que o Feliciano diz, os africanos são descentes de canaã sim!

Unknown disse...

Há vão para o inferno o Feliciano e esses puritaninhos que na realidade são todos uns homossexuais reprimidos, ou mesmos umas nonas recalcadas... (como o Sandro e a Juliet). Quero deixar claro meu respeito a quem escreveu a matéria.

jesse silva disse...

Fico feliz por saber que existe em nosso meio cristão, homens com caráter e capacidade de interpretação bíblica acompanhada de simplicidade, e muita pesquisa. Ainda não havia conhecido o caro Pastor, no entanto, já tem minha admiração. quanto ao herético Feliciano, apenas tristeza por saber que ainda precisa passar por experiencia especial com Deus e buscar a presença do Eterno com dedicação e testemunho vivo e puro. Voltemos ao Evangelho.

TEOLOGIA & GRAÇA: TEOLOGANDO COM VOCÊ!



Related Posts with Thumbnails