DÁ INSTRUÇÃO AO SÁBIO, E ELE SE FARÁ MAIS SÁBIO AINDA; ENSINA AO JUSTO, E ELE CRESCERÁ EM PRUDÊNCIA. NÃO REPREENDAS O ESCARNECEDOR, PARA QUE TE NÃO ABORREÇA; REPREENDE O SÁBIO, E ELE TE AMARÁ. (Pv 9.8,9)

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Exegese de Filipenses 4


1. Exórdio (v.1). A conjunção “portanto” (hōste) liga o capítulo 4 ao texto precedente (cap.3) e o conclui. Os temas anteriores, como por exemplo, “a cidade celeste”, “a vinda do Senhor” e a “transformação de nossos corpos corruptíveis” (3.19-21) são esteios da firmeza cristã nos grandes vendavais da vida. “Portanto”, diz Paulo, “estai assim firmes no Senhor”. O verbo stēkete é uma ordem bíblica (imperativo), e deve ser uma condição permanente (aoristo).

Todavia, a segurança do crente não está fundamentada na “incerteza das riquezas” (1 Tm 6.17), e muito menos na “falibilidade dos projetos humanos” (Tg 4.13-17), mas “no Senhor” (en Kyriō). É firmado na Rocha Eterna que temos completa segurança salvífica. Esta afabilíssima admoestação é entrecortada com expressões afetuosas que recordam a bondade dos cristãos filipenses: “irmãos amados e saudosos”, “alegria e coroa”.

2. Exortação à unidade teológica (vv.2,3).
Nesta seção, Paulo exorta duas possíveis diaconisas da igreja em Filipos: Evódia e Síntique. O verbo “exortar” ou “instar” (parakalō) é usado duas vezes e atribuído a cada personagem. Com isto Paulo demonstra o quanto é imparcial nesta querela. Saulo insta para que elas “sintam o mesmo no Senhor”. Vejo aqui um jogo de palavras, uma vez que o significado do nome Evódia (viagem próspera) relaciona-se ao de Síntique (afortunada). Embora o texto bíblico não apresente o motivo pelo qual as duas cristãs estavam em desacordo, acredito que a causa era teológica.

O verbo phroneō , “pensar”, é usado freqüentemente com o sentido de “formar uma opinião” ou “emitir um juízo”, como em At 28.22 e 1 Co 13.11; e o uso do dativo “no Senhor” (en Kyriō), “reflete o fato de que este assunto não estava relacionado a brigas insignificantes, mas, antes, a um assunto relacionado à mensagem do evangelho dentro da igreja”. [1]

Para por fim a esta rixa, Paulo apela à benignidade de seu “autêntico companheiro” incógnito. Apela, provavelmente também a Clemente, ou “o Benigno”. Tanto Clemente quanto Evódia e Síntique eram “ajudadores” (sullambanō) e “lutadores” (synēthēsan) na causa do evangelho. Estes dois vocábulos gregos, mantêm a tônica da comunhão cristã presente em toda epístola por meio da conjunção associativa sun e do nominativo koinōnia – Veja 1.7,27; 2.2;3.17,21 etc. Esses “companheiros de armas” têm seus nomes escritos no Livro da Vida (Biblō Dzōēs) – Cf. Êx 32.32; Sl 69.28; 139.16; Dn 12.1; Ap 3.5; 13.8; 17.8; 20.15; 21.27.

3. Tema da Epístola e sua relação com a vida cristã integral (v.4).
Nesta perícope, Paulo apresenta o tema-chave de toda epístola. O verbo no imperativo presente, “Regozijai-vos, sempre” (Khairete), e a forma dativa “no Senhor” (en Kyriō) atesta a alegria contínua e independente das circunstâncias. Nesta última acepção, a verdadeira alegria é fruto de nossa permanência em Cristo. A preposição “en” não é apenas dativa – de relação – mas também locativa – de lugar. É tanto um estado quanto um lugar.

É na relação melíflua com Cristo que alcançamos a ataraxia, a imperturbabilidade desejada pelos filósofos gregos. A alegria deve conduzir o crente à eqüidade. No original, epieikes, significa “magnanimidade”, “gentileza”, “tolerância”, “clemência”. Esta virtude é exigência àqueles que aspiram ao ministério (1 Tm 3.3; Tt 3.2). A aproximação da volta de Cristo é o termômetro do andar magnânimo do crente: “Perto está o Senhor” (v.5). Junto a esta alegria opera o contentamento cristão, assunto dos versículos 11-18. Paulo sintetiza seus infortúnios e prosperidade com a frase: “já aprendi a contentar-me com o que tenho” (v.11).

O termo grego para "contentamento" é autarkeia, que exerce a função de predicado nominativo com infinitivo do adjetivo autarkēs (A.T.Robertson). Este estado supremo de felicidade é resultado tanto da posição e relação do crente com Cristo quanto de nossas orações (proseukhē), súplicas (deēsei) e ações de graças (eukharistias) diante de Deus (v.6). Quando deixamos no altar do Senhor todo o nosso clamor, retira-se de nossos ombros as cargas soturnas da inquietação, desesperança e temor, pois Deus supre todas as necessidades dos crentes, através da glória, por Cristo Jesus (v.19). A oração é o antídoto contra a dilaceradora inquietação.

Portanto, afirma o apóstolo, “Não estejais inquietos por coisa alguma” (v.6). Esta expressão ecoa o Sermão de Mateus 6.25: “Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida”. Segundo Matthew Henry, a recomendação é para que “em nossa inquietude não desconfiemos de Deus e nos tornemos desqualificados para o seu serviço”. [2]

Somente assim, “a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus” (v.7). A “paz de Deus” é um dos atributos comunicáveis divinos que outorga a mesma imperturbabilidade que há em Deus. É, segundo Henry, “o benefício de seu favor”. Já a “paz com Deus” de Rm 5.1 descreve o restabelecimento da comunhão com Deus através do sacrifício vicário de Cristo. A preposição “prós” quer dizer “face a face com” (Jo 1.1).


4. Virtudes Cristãs (vv.8-9). Nesta perícope Paulo descreve as virtudes teologais da vida cristã magnânima. A saber: Verdade – o que se opõe à falsidade; Honesto – tudo o que é honroso; Justo – de acordo com a justiça divina; Puro – tudo o que é santo; Amável – o que procede do amor; Boa Fama – o que é livre de ofensas. Para encerrar a lista das virtudes teologais, Paulo assevera: “se há alguma virtude”. “Virtude” é no original o termo aretē , isto é, “excelência moral” ou apenas “excelência”.


Esdras Bentho

Notas

[1] ARRINGTON, F.L.; STRONSTAD, R. Comentário bíblico pentecostal: Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, p. 1309. [2] HENRY, Matthew. Comentário bíblico Novo Testamento: Atos a Apocalipse. Rio de Janeiro: CPAD, 2008, Vl. II, p. 628.

14 comentários:

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

1)Nobre Pr Ezra, li esta maravilhosa exposição com o coração transbordante de alegria. Fico feliz em saber que existem homens amantes das Escrituras, e que tratam as Escrituras com seriedade, profundidade, sem perder a simplicidade.

2)Sobre a palavra "stekete", esta palavra era aplicada ao soldado que permanecia FIRME em seu ímpeto na batalha ante a um inimigo que queria superá-lo. Com isso, Paulo estava alertando a igreja que sua confiança deveria ser colocada no Senhor Jesus.

3) No tocante ao tema principal da carta, que é alegria, aprendemos três lições:

a) a alegria é uma ordenança, e não uma opção. Ser alegre é um mandamento, e não uma recomendação.

b) a alegria é ultracircunstancial - Paulo diz que devemos nos alegrar SEMPRE. A alegria não é a ausência de problemas, mas sim, uma confiança inabálavel no caráter de Deus

c) a alegria é cristocêntrica - Nossa alegria é uma pessoa [Yeshua] e não a ausência de problemas. Nossa alegria está centrada em Cristo!

abraços do companheiro, Pr Marcello

P.s veja o texto do Salmo 46 - uma abordagem histórica

Marcelo disse...

Obrigado por nos ceder mais um texto maravilhoso. Isso me estimula a está sempre almejando uma exegese integra. http://www.blogger.com/profile/09545335405781228102

André Quirino disse...

Pr. Esdras, a paz do Senhor!

Que ótima exegese! Não há dúvidas de que, ao lê-la, fui abundantemente edificado. Que, conforme diz o texto, possamos nos firmar na Rocha Eterna, que é Cristo (At 4.11; I Co 10.4; Ef 2.20; I Pe 2.4) e sermos unidos, como um corpo (I Co 12.12-27), ajudando uns aos outros e colaborando na obra de Deus. Que possamos nos alegrar em Cristo (II Co 13.11; Fp 2.18; 3.1), sem inquietação (I Pe 5.7), porque temos a arma: oração, que - a feita por um justo - pode muito em seus efeitos (Tg 5.16), e possuirmos as virtudes cristãs, sendo verdadeiros, honestos, puros, amáveis e de boa fama, isto é, "manter um bom nome", como disse Matthew Henry.

Aproveito para agradecer à visita e comentário ao meu singelo blog e a indicação do mesmo neste seu, que muito me honraram. Em Cristo,

Abraço!

Eduardo Sousa disse...

Pr. Edras, Parabéns pelo blog, seus artigos tem servido para reavivar a cada dia o ânimo para estudar a Bíblia Sagrada.

ensinadorcristao.blogspot.com

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Pr. Esdras,

Com o objetivo de demonstrar o valor que o sr. tem para mim e demais leitores usuários de Internet, indiquei seu blog ao recebimento do selo Grandes Pensadores da Blogosfera.

Trata-se de uma campanha, cuja característica é uma corrente de indicações que visam criar um lastro de navegação virtual. Ao aceitar o selo e as regras de indicações, conforme detalhado em meu blog, o Teologia e Graça será rastreado pelos robôs de sites de pesquisas como o Google, e ganhará maior visibilidade por parte de quem faz buscas neles. Além disso, colaborará para salgar e iluminar a navegação virtual, nesta rede de computadores tão cheia de conteúdo mundano.

Escolhi seu blog por ser uma bênção na minha vida.

Participe!

Eliseu Antonio Gomes
http://belverede.blogspot.com/

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene

Prezado irmão Marcello, obrigado por sua contribuição. O propósito de um "post" não é esgotar o assunto, mas dar espaço às contribuições e críticas dos amigos. E assim, o nobre companheiro acrescentou informações valiosas ao conteúdo.

Obrigado
Esdras Bentho

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene

Prezado Marcelo (II), suas palavras motivacionais são importantes e necessárias, não apenas para esse personagem que administra o blog, mas também para os demais companheiros que se esforçam em apresentar o que tem de melhor.
Obrigado

Esdras Bentho

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene

Prezado irmão e amigo André Quirino, sua intervenção, participação e contribuição sempre somam àquilo que estamos discutindo. O irmão sempre me impressiona com suas asserções propícias ao assunto.
Um abraço
Esdras Bentho

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene

Prezado irmão Eduardo, muito obrigado por suas palavras motivacionais. Continue utilizando sempre que desejar os artigos e comentários desse blog.
Um abraço
Esdras Bentho

Esdras Costa Bentho disse...

Kahris kai eirene

Prezado Pr. Eliseu, muito obrigado pelo apreço e carinho. Esta indicação agrega valor ao nosso trabalho. Verificarei os procedimentos necessários. Estou um pouquinho sem tempo, mas o farei o mais rápido possível.

Esdras Bentho

Renan Silva disse...

Deus derrame seu amor sobre você!
Sem o amor de Deus não somos nada!

Vende tudo o que você possui!

Esmolar dinheiro para quê, Se Deus te sustenta? Crianças passando fome, morrendo por vícios e doenças, e você preocupado em pedir mais dinheiro? Para quê casa de luxo, carro de luxo? Enquanto seu irmão morre de fome? Pregar a prosperidade para uma pessoa só? Se todo o dinheiro arrecadado fosse para evangelizar em favela não existiria mais o trafico de drogas!
Ame a seu irmão... De que adianta pregar a prosperidade, ser rico, pedir mais e mais dinheiro para uma obra morta, para uma obra que não agrada a Jesus?
Evangelizar é trazer a palavra de Deus para as pessoas que não a conhecem!
Que palavra de Deus você leva para alguém? Jesus nos ensina que devemos largar tudo e seguir Ele... Se Ele viesse pela primeira vez hoje, você largaria tudo?
Quem sustenta o profeta é Deus e não o povo! Diz-me um profeta que esmolou riquezas?
Elias, Deus milagrosamente o alimentou... Jonas ficou três dias dentro de um animal marinho, Ezequiel 4:12-15 teve que comer pão assado no esterco humano ( Bovino )... Jesus pregava de cidade em cidade... O maior bem de um profeta esta no céu... Não viemos para seguir as leis dos homens. Não devemos cair na corrupção, não devemos vender a palavra de Deus! Não devemos esmolar riquezas, pois quem nos veste é Deus! Seria melhor você nunca ter tocado nos dízimos de ninguém, pois não há ninguém na terra digno de receber as ofertas para Deus! Seria melhor você pregar que o dizimo era para ser dado aos necessitados ! Se todo o dizimista do Brasil ajudasse algum necessitado... Garanto-te que muita coisa nos pais iria mudar!
Que Deus toque no seu coração, e te acorde... E que Deus te fale que o tempo esta próximo, o tempo que riquezas, dinheiro, igreja prospera de bens não leva ninguém a nada !
E sim, chegou o tempo de vender tudo o que temos e dar aos pobres, chegou o tempo de pregar de boca em boca... Chegou o tempo de andar de chinelos e não de ternos! O profeta tem que sofrer o que o povo sofre, se não ele não é um profeta digno! De que adianta colocar uma pessoa rica para pregar a palavra de Deus! Se a palavra de Deus é para os humildes! Seria uma contradição! É tempo de ser humilde, é tempo de levar a palavra de Deus a serio! Chegou o tempo de parar de brincar de ser profeta e ser profeta de verdade! Ser um martire do povo!
Lembre de " Amós 6 " leia com mais atenção o versiculo 6 e 7 !!!
A palavra de Deus não é para ser vendida! Lembre-se também de "Mateus 21:12"
" Mateus10:9" " Mateus 6:19" " Mateus6:24,25" " Mateus 7:15-20" " 2 Samuel 2:22"
Que Jesus volte logo... E que o seu espírito mostre a verdadeira verdade...

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Pr. Esdras Bentho,
A Paz do Senhor!

Obrigado pela lavra de tão excelente texto.

Seu blog é um point de consultas, para aqueles que desejam uma interpretação responsável das escrituras.
Precisamos criar o selo Arete aqui na blogosfera. Meu voto será seu.

Continue amado,

Um grande abraço!

Seu conservo em Cristo,

Pr. Carlos Roberto

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene
Prezado Pr. Carlo Roberto, muito obrigado por sua participação e incentivo.
Sinto-me constrangido e honrado com sua possível indicação.
Obrigado meu pastor.
Esdras Bentho

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene

Prezado Renan, quase pensei se tratar de Renan, "o cético", mas graças a Deus trata-se de um crente em Jesus Cristo.

Meu irmão são profundas as tuas palavras. São flechas certeiras e velozes. Compartilho de sua invectiva, de "sua voz necessária".
Preciso ir ao seu blog para discutirmos melhor esse alerta profético, pois é assim que vejo sua pena.
Um abraço
Esdras Bentho

TEOLOGIA & GRAÇA: TEOLOGANDO COM VOCÊ!



Related Posts with Thumbnails